Sunday, December 03, 2006
Namaste!

Partimos da guest house 10:15 da manha, rumo a Mesquita.
Chegando lá, homens p um lado e mulheres p outro.
Eu, Patrícia e mais uma Italiana, Maria, fomos para a casa da noiva, vê-la.
Entramos numa sala bem grande, sem moveis, só algumas cadeiras e esteiras de ráfia espalhadas pelo chão, tipo aquelas que levamos para praia.
Nos direcionaram para o quarto da noiva, onde ela estava sentada na cama td encolhidinha.
A noiva eh uma menina ainda, com seus 18 anos recém completados. Tímida, mal olhava para nos, quando nos aproximamos para parabeniza-la.
Percebemos, por baixo do chale, tds cobrem a cabeça, que existe uma menina bonita, porem nervosa.
Coberta de jóias, da cabeça aos pés, estava vestindo um churida verde limão com azul turquesa. Nas mãos e pes merrendi, (tatoo de henna), que cobria td sua pele. Suas mãos cobertas de anéis em tds os dedos, tantos que em alguns tinham 2 anéis em cada dedo. Tds lindíssimos! Seus braços completamente cheios de pulseiras,e seu pescoço repleto de colares, ate a tornozeleira tinha uma correntinha que ia ate um dedo fixando com um anelzinho. Mt ouro cobria a pele da menina noiva, sinal de riqueza e prosperidade para a família.

Ainda naquele quarto, começamos a nos sentir deslocadas com aquela menina noiva tímida e visivelmente amedrontada. Não conhecia o homem que dali algumas horas passaria a ser seu esposo.
Questionamos a mãe e algumas tias que se encontravam presentes no quarto se deveríamos sair dali, pois a td minuto chegava mais mulheres para cumprimentar a menina-noiva.
Mas não nos permitiram sair do quarto, éramos presenças vips lá. Pois aqui, se algum indiano eh amigo de estrangeiro, este se sente importante.
E ali estávamos as 3 sem saber o que fazer, num quarto cheio de mulheres nos olhando.
Puxei papo com as tias da noiva. Muito simpáticas e bonitas, já me convidaram para ir visitá-las em suas casas em Chennai. Agradeci e prometi uma visita sim...mas mal lembro o nome delas, que dirá elas lembrarem de mim...hehehe

Lembro que um tempo atrás qndo a menina fez seus 18 anos, o pai td orgulhoso falou para tds que agora já podia casá-la. Isso eh motivo de orgulho.
A lei aqui permite que as meninas apartir dos 18 anos já podem casar, mas existem exceções, pois apartir do momento que a menina menstrua, já esta apta para casar.

Voltando ao quarto, nos ofereceram bebidas, pepsi e depois um suco.
Tds as mulheres chegavam de burga, mas depois retiravam, e desfilavam com seus saris e churidas lindíssimos, tds mt coloridos e cobertos de pedrarias e bordados a mão.
Eu encantada com aquilo td ficava deslumbrada. Ate as menininhas estavam vestidas lindamente, com saias e blusinhas e algumas ate de churida. E sempre cheias de pulseiras, anéis e colares.
Infelizmente não me arrisquei tirar fotos delas, pois nesta religião, os homens não gostam de expor suas esposas, pois não permitem que outros homens as vejam.

Após um tempo a noiva foi trocar de roupa. E voltou lindamente em outro churida lilás, lindíssimo. Esse era seu traje oficial.

Enquanto isso, o Edson e os outros homens se dirigiram a mesquita. Sentaram-se ao lado de fora desta so observando.
Edson contou que era tão imenso aquele salão que certamente mais de 400 homens estavam ali.
Realizaram 7 casamentos ao mesmo tempo. Mas ali na mesquita, só estavam os homens. Colocaram os noivos em um circulo e iniciaram os rituais de oração.
Após a celebração, foram cumprimentar o noivo e os pais.
Após a cerimônia, os homens dirigiram-se para um barracão, foto abaixo, onde almoçariam.
Edson e os demais estrangeiros, dirigiram-se a uma casa ao lado de onde estávamos, e assim que chegaram nos chamaram para nos reunir com eles.
Sendo convidados vips, tivemos um local separado dos demais convidados. Ali, prepararam uma mesa, com pratos e talheres. E nos serviram caprichosamente.

O pai da noiva explicou, que a festança esta ocorrendo a 3 dias, e qua amanha será o ultimo dia.
Hj a tardinha, os noivos iriam se encontrar pela primeira vez. E a família da noiva levaria ela, e seus pertences a nova casa que ela viveria, a casa dos pais do noivo.
Nos explicaram, que para um melhor inicio de relacionamento, os noivos irão passar algumas semanas na casa dos pais do noivo, e outras na casa dos pais da noiva, afim de fazer com que eles se unao e se conheçam melhor.
Questionei sobre a viajem de núpcias, e este me explicou que fica a critério dos noivos escolher se irão ou não viajar...coitadinhos...fico so imaginando tantas descobertas, tantos sustos...hehehe

Enfim, almoçamos e após nos retiramos. Deixando eles a vontade para comemorar entre seu povo.
Um detalhe que não posso deixar passar, eh que o velho italiano, Aurélio, comeu na marra as comidas apimentadas. Ate foto foi feita para gravar o fato na historia.
A Patrícia, fingindo-se mal, pediu para ir embora antes do almoço. Pois o medo de fazer feio era tão grande que esta entrou em pânico...hehehe
E o mais cômico, foi que os próprios italianos ficaram debochando da desculpa esfarapada dela. Hehehee

Segue algumas fotinhos nossas, já que não deu para tirar do casório...

Apesar de a mulher não ter escolhas próprias aqui nessa terra, desejo que este novo casal seja mt feliz!
INSHA ALLAH!!!!!
 
posted by Liz & Edson at 8:54 AM |


2 Comments:


At 7:47 AM, Blogger Silvio Vasconcellos

A pergunta que não quer calar...

O Edson rezou de bunda prá cima ou não???

 

At 10:00 PM, Blogger Liz & Edson

hahahahahahahahaha
naooooooooooooo ele ficou sentadinho espiando eles...hehehehehe
so tu mesmo Silvio...
bjkas